Colômbia celebra 207 anos de Independência em festa no Memorial

0

Os colombianos de São Paulo reúnem-se no dia 22 de julho na Praça da Sombra (portões 8 e 9) da Fundação Memorial da América Latina para comemorar o aniversário de 207 anos da Independência do seu país.

O encontro é promovido pelo Consulado Geral da Colômbia em São Paulo, em parceria com o Memorial e o Governo do Estado de São Paulo e apoio da Associação Empresarial Colombiana.

A programação começa às 11h, com variado repertório de atrações musicais, arte popular, feira gastronômica e de bebidas típicas.

Uma das atrações o Grupo Cambamberos

Para os brasileiros, a festa permitirá conhecer a realidade política, econômica e social da Colômbia que, segundo o presidente Juan Manuel Santos, “é hoje um país melhor do que há sete anos”, disse quando tomou posse e visitou o Memorial da América Latina. O presidente refere-se ao histórico acordo de reconciliação costurado em sua gestão, que pôs fim a 52 anos de conflito entre o governo e as FARCs e deu a ele, em 2016, o Prêmio Nobel da Paz.

Bandeja Paisa, prato típico colombiano.

O evento faz parte do Circuito Cultural Colombiano, que durante todo o mês de julho vai mostrar a história, a cultura e a gastronomia do país vizinho, um dos principais parceiros do Brasil na América do Sul.

História – O início do processo de libertação dos povos latinos dominados pela coroa espanhola é, quase sempre, a data em que o país celebra a sua Independência. Não é diferente com a Colômbia, que está comemorando sua independência do jugo espanhol a partir do Levante de Bogotá, em 20 de julho de 1810.

O estopim da revolução naquela sexta-feira foi um episódio aparentemente banal. O Conselho de Notáveis de Santa Fé (hoje, Bogotá), então capital do vice Reino de Nova Granada, organizou uma manifestação na Plaza de Mayo e precisava de um bode expiatório para transformá-la em protesto contra o governo. Escolheram o comerciante espanhol José González Llorente, dono de uma loja de flores, e foram até ele pedir emprestado um floreiro. Diante da esperada recusa de Llorente, iniciou-se o tumulto generalizado que culminou com a tomada da sede do governo pelos rebeldes nativos. Mais tarde, Simón Bolívar assumiu a liderança da revolta e, em 1821, veio a ser o primeiro presidente do país.

SERVIÇO
Festa da Independência da Colômbia
Dia 22 de julho, a partir das 11h
Memorial da América Latina/Metrô Barra Funda
Praça da Sombra (portões 8 e 9)
Entrada Gratuita
Evento Face: Clique aquí