Almoço& Música // Batanga & Cia Sáb.13//10

0

“Batanga & Cia cria linguagem entre Cuba e Brasil e revela ritmos além da salsa. Grupo quebra o ‘pedágio obrigatório‘ imposto pelo fenômeno do Buena Vista Social Club, traz ritmos desconhecidos da Ilha, como o songo e o batanga, e coloca elementos da percussão brasileira na música cubana”
Sáb 13/10 12h30 – Couvert artístico R$26 (Não fazemos reservas durante os almoços) 12h30 – 15h30

// // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // // 

O ritmo Batanga foi apresentado em Havana por Bebo Valdez e Beny Moré no ano 1952; na época ficou ofuscado pela popularidade do Mambo.

Há alguns já 4 anos, e sob a missão de manter viva a tradição da cultura cubana -principalmente por meio da música – em solo brasileiro, a banda Batanga e Cia. tem feito seu nome na cena cultural da cidade de São Paulo. 

O grupo, que encara sua jornada como um ato de resistência da música de raiz afro-cubana, investiu na mistura do ritmo batanga – apresentado por Bebo Valdez em 1952, em Cuba – com toda a energia das Jam sessions realizadas nas casas de jazz de Havana nos anos 40 e 50 – incluindo camadas de música contemporânea, além de uma bem-vinda influência da cadência puxada por instrumentos típicos de ritmos brasileiros, como pandeiro, surdo e cuíca.

No histórico da banda estão apresentações em alguns dos mais renomados palcos que abraçam estilos alternativos ao mainstream, entre estes o Jazz nos Fundos, o próprio Bourbon Street, além de Festivais como o Iº FAM – Festival de Música e Arte (2015), I Expo Hispana POA (2015) e o Festival Bourbon Paraty Latino (2014). Festival Latino de Ilha Bela (Ilha Arriba2016) Em janeiro de 2017, participou da gravação da trilha sonora da minissérie “Dois Irmãos”, da Rede Globo, e, em fevereiro, comandou o Carnaval Havanero, puxando o bloco Os Buena Vista que desfilou pela primeira vez nas ruas de São Paulo. 

Batanga & Cia cria linguagem entre Cuba e Brasil e revela ritmos além da salsa Grupo quebra o ‘pedágio obrigatório’ imposto pelo fenômeno do Buena Vista Social Club, traz ritmos desconhecidos da Ilha, como o songo e o batanga, e coloca elementos da percussão brasileira na música cubana

Juio Maria para o Caderno 2 do Jornal Estado de São Paulo: 

https://cultura.estadao.com.br/noticias/musica,batanga-e-cia-cria-linguagem-entre-cuba-e-brasil-e-revela-ritmos-alem-da-salsa,70002503845

Batanga & Cia apresenta seu primeiro EP composto de 5 musicas de autoria dos integrantes da banda e parcerias com outros artistas.

As musicas deste novo trabalho trazem o questionamento da integração do Brasil no contexto cultural Latino americano, uma vez que a fusão de elementos rítmicos e instrumentos de origem Afro cubanos, brasileiros, e afro latinos se complementam de maneira harmônica.

No show a banda ganha reforços na percussão, conseguindo uma melhor performance na interpretação dos toques no trio de Tambores Bata e nos metais, com um saxofone.

Serviço
Sábado de 12:30 a 15:30
Casa de Francisca
Rua Quintino Bocaiúva 22 – Sé, 01004-010 São Paulo
Couvert artístico R$26 (Não fazemos reservas durante os almoços)